quarta-feira, 16 de abril de 2014

EQUIPE DO IEC TRABALHANDO NA PREVENÇÃO
          Esse é o trabalho de nossa equipe, diz Piu, Coordenador do IEC de Belford Roxo, orientar as populações para evitar que as endemias se espalhem pelo município.  
          Por meio de palestras, exibição de vídeos e panfletos, os educadores que formam a equipe de Educação do IEC, levam até a população, informações importantes para que ela possa se prevenir contra os surtos endêmicos que chegam ao município.  
          É mais barato prevenir e evitar uma epidemia, do que controlar um surto já avançado, seja de qualquer doença, desde hanseníase até o popular Dengue.  
          As equipes visitam as escolas do município e trabalham com uma agenda bem apertada, também atuam em campanhas realizadas em praças, bairros e associações de moradores.
Redação: Tony Ribeiro

terça-feira, 1 de abril de 2014

I POLO DE ATENÇÃO A SAÚDE DAS PESSOAS OSTOMIZADAS
          Agora os pacientes ostomizados não precisarão mais ir a Rua Mexico para pegar suas bolsas de colostomia, foi inaugurado em Belford Roxo o primeiro Polo de Atenção a pessoa Ostomizada.  
          O Polo atenderá a pacientes de sete municípios, Belford Roxo, Nova Iguaçu, Queimados, Japeri, Seropédica, Itaguaí e Mesquita.  
          Esse polo fica instalado dentro da Policlínica de Especialização do Prata, na Avenida Jose Mariano dos Passos, 1580 , Prata, B. Roxo – RJ.  
          Com isso o paciente ganha conforto e rapidez no seu atendimento, além da assistência de psicólogos, fisioterapeutas e todo o atendimento que seja necessário para sua recuperação..
Redação: Tony Ribeiro

Você sabe o que é mito e o que é verdade sobre a tuberculose?

O Ministério da Saúde lançou a campanha deste ano de combate à tuberculose. Hoje em dia, muitas pessoas pensam que a doença não existe mais. Porém, apenas em 2013, foram registrados 71.123 casos novos da doença. A boa notícia é que a tuberculose tem cura. Além disso, a taxa de incidência vem caindo a cada ano: de 2003 a 2013, a redução foi de 20,3%. O Blog da Saúde reuniu os principais mitos sobre a tuberculose. Confira:
Tuberculose não existe mais ou Tuberculose é uma coisa do passado.
Resposta certa: Tuberculose existe em praticamente todos os países do mundo. No Brasil mais de 70.000 casos novos são notificados a cada ano e mais de 4.000 morrem em decorrência desta doença.
A tuberculose é transmitida pelo compartilhamento de objetos como copos, talheres e roupas de cama.
Resposta certa: A tuberculose é uma doença de transmissão aérea, ou seja, que se transmite pelo ar, especialmente em ambientes mal ventilados e mal iluminados. Não ocorre a transmissão pelo contato com a saliva ou com objetos de uso pessoal.
Só quem tem HIV pode ter tuberculose.
Resposta certa: No Brasil, menos de 10% das pessoas que têm tuberculose estão infectadas pelo HIV. Embora a proporção de pessoas com tuberculose testadas para o HIV ainda não seja a ideal (cerca de 60% dos casos são testados), atualmente a proporção de coinfectados não é tão alta. A grande maioria dos casos de tuberculose não está associada ao HIV.
Só se deve desconfiar de tuberculose quando há tosse com sangue.
Resposta certa: Qualquer pessoa que tenha tosse por três semanas ou mais deve ser investigada para a tuberculose. O sangue no escarro ocorre em fases mais tardias da doença e pode estar relacionada a complicações.
A vacina BCG evita o adoecimento por tuberculose.
Resposta certa: A vacina BCG, recomendada para todas as crianças de até 4 anos de idade, protege apenas as crianças da formas mais graves da doença (tuberculose meningoencefálica e disseminada). O fato de ter sido vacinado com a BCG não significa que a pessoa não pode desenvolver tuberculose. Várias pesquisas vêm sendo desenvolvidas no mundo em busca de uma vacina que evite, de fato, o adoecimento por tuberculose.
Tuberculose não tem cura.
Resposta certa: Desde a década de 50 existe tratamento para a tuberculose. Ao longo das últimas décadas, o tratamento tornou-se melhor e mais efetivo. Em 2010, o Brasil passou a recomendar para o esquema básico (que dura pelo menos seis meses) doses fixas combinadas dos medicamentos, o que reduziu o número de comprimidos ou cápsulas a serem ingeridas diariamente. Há casos mais complexos, em que são necessários outros medicamentos, usados por períodos maiores. Em determinadas situações até mesmo medicamentos injetáveis precisam ser administrados.
"Estou curado porque não tenho mais os sintomas. Posso parar o tratamento”.
Resposta certa: Para que a cura seja assegurada é fundamental completar o tratamento, que dura, no mínimo seis meses. Interromper o uso dos medicamentos antes do período estipulado pela equipe de saúde pode causar complicações, recidivas da doença e mesmo a multidrogarresistência, que complica seriamente o tratamento da tuberculose.


Blog da Saúde, com informações do Programa Nacional de Controle da Tuberculose

segunda-feira, 17 de março de 2014

Parabens Hoje A Todos Os Ouvidores Do SUS Pelo Seu Dia

Encontro em Brasil maio de 2012
Encontro em Brasil maio de 2012
No dia 16 de março é comemorado o Dia do Ouvidor/Ombudsman. A data foi escolhida porque, em 1995, no dia 16 de março, foi criada a Associação Brasileira de Ouvidores e Ombudsman (ABO), mas as comemorações só começaram em 2001, quando a data foi instituída durante o VI Encontro Nacional de Ouvidores, realizada em Recife (PE).  E é uma data oficial desde o ano passado. Isso porque, em 15 de maio a presidente Dilma Rousseff sancionou a Lei 12.632/2012, fruto do Projeto de Lei nº 764/2007, do deputado federal Geraldo Thadeu, instituindo o dia 16 de março como o Dia do Ouvidor.1800359_10152261630375310_1071392443_n
                Para entendermos melhor essa data é preciso fazer um passeio pelo início da década de 90. Foi neste período que se construiu o grande marco da defesa do consumidor com a promulgação da Lei 8.078/90, mais conhecida como Código de Defesa do Consumidor (CDC), com o objetivo maior de proporcionar ao país progresso e harmonia nas relações de consumo e, consequentemente, equilíbrio, segurança jurídica e confiança entre quem vende e quem compra. Quando o elo desse relacionamento se quebra surge a figura do ouvidor, que tem como função primordial  ser o canal de relacionamento direto, garantindo a transparência e a informação para quem a está solicitando, além da independência de decisões.553392_325742797500212_1608127229_n
                Mas é preciso voltar ainda algumas décadas para entender o papel do ouvidor, mais precisamente em 15 de março de 1962, quando John Kennedy, então presidente dos EUA, enviou uma mensagem ao Congresso norte-americano declarando, entre outros direitos, que todo “consumidor tem de ser ouvido”. Esse discurso é considerado a primeira manifestação de um governante na defesa do consumidor e na construção da ouvidoria moderna. Foi também em razão desse discurso que, a partir de 1983, o dia 15 de março passou a ser comemorado como o Dia Mundial do Consumidor, estabelecido pela Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU) 23 anos após a leitura da mensagem.1620591_589386894478896_136361059_n
                Em todo este contexto, as ouvidorias foram sendo estruturadas, paulatinamente, tanto pelo setor público como pelo privado. Em alguns Estados brasileiros há inclusive leis ou decretos determinando que as instituições públicas, autarquias, secretarias e o próprio governo criem ouvidorias com o intuito de atender o cidadão em suas demandas. No privado, alguns setores são obrigados a terem ouvidorias por força de legislações e resoluções das agências reguladoras. O exemplo mais recente desta determinação é a Resolução 279/2013, da Superintendência de Seguros Privados (Susep), que torna obrigatória a criação de ouvidoria por sociedades seguradoras, entidades abertas de previdência complementar e sociedades de capitalização. 532755_279447835484506_449577207_n
“A ouvidoria é um elo com o cidadão que, estando cada vez mais ciente dos seus direitos e deveres, seja no setor público, seja privado, mostra-se mais atento exigindo soluções efetivas para seus problemas”, ressalta Lucia Farias, ouvidora da Algar Tecnologia e Vice-presidente do Comitê de Ouvidoria da Associação Brasileira das Relações empresa-cliente (Abrarec). “O reconhecimento desse profissional fortalece o seu papel, que é de garantir e dar voz ao cidadão”, destaca. “O ouvidor transforma as manifestações em ferramenta de gestão, recurso imprescindível para o bom andamento dos setores público e privado.”
Pra ver a Foto maior basta clicar em cima da foto.
Maranhão,Parana,Rio de Janeiro
Maranhão,Parana,Rio de Janeiro
550426_323363404404818_1095863566_nDSC_0500~21800359_10152261630390310_124570656_n1800359_10152261630375310_1071392443_n1797398_752195758125580_1071267061_n576718_323363204404838_679670215_n576760_323363297738162_2102239834_n600292_323364037738088_963963876_n998929_527923970615426_832997680_n560118_279443902151566_1903078353_n554578_239901619442772_253559967_n553392_325742797500212_1608127229_n550989_323364104404748_172602160_n532755_279447835484506_449577207_n535720_280657288696894_224856242_n543045_323502001057625_1605968514_n527852_323364167738075_671216680_n526193_323363254404833_1276295637_n479711_2878504018689_279750931_n422308_351907188217106_1432939232_n389631_325742820833543_1211977925_n384758_375213442578255_1244125692_n302425_136791666420435_1852627882_n
Encontro em Brasil maio de 2012
Encontro em Brasil maio de 2012
179145_323364244404734_94887414_n181367_279447325484557_951667131_n182539_323501364391022_718066217_n229937_323363894404769_121460262_n247813_374047446003080_1940271716_n67799_439237152807992_121115059_n8049_323363844404774_213251959_n
Rio e São Paulo
Rio e São Paulo
Rio,Pernambuco e Porto Alegre
Rio,Pernambuco e Porto Alegre
Maranhão e Brasilia
Maranhão e Brasilia
Brasilia e Boa Vista
Brasilia e Boa Vista
Ouvidoria Intinetrante em Codó
Ouvidoria Intinetrante em Codó
Em Codó com Bousano
Em Codó com Bousano
Sâo Paulo,Minas gerais,Codó ,Rio de janeiro e São Paulo
Sâo Paulo,Minas gerais,Codó ,Rio de janeiro e São Paulo

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

PALESTRA SOBRE MUCOPOLISSACARICOSE
          A Secretaria de Saude de Belford Roxo, reuniu nesta quinta feira, sua equipe de trabalho para acompanhar uma exclente palestra, um verdadeiro Workshop sobre doenças raras, em especial a Mucopolissacaricose.  
          A palestra administrada pelo Dr. João Gabriel, passou uma orientação importante sobre essa doença, que é muito confundida com a Síndrome de Dawn.  
          Dirigida aos não somente para os profissionais, a palestra foi muito importante para os familiares de pessoas portadores dessa enfermidade  
          Um alerta importante é que a Mucopolisacaricose é fatal se não diagnosticada a tempo. Em caso de suspeita procure o Centro de apoio instalado no Albert Eisntein, próximo a Vila Olípica de Belford Roxo.
Redação: Tony Ribeiro

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

RECICLAGEM NO SAMU DE BELFORD ROXO
          O Ministério da Saúde lançou, em 2003, a Política Nacional de Urgência e Emergência com o intuito de estruturar e organizar a rede de urgência e emergência no país. Desde a publicação da portaria que instituiu essa política, o objetivo foi o de integrar a atenção às urgências. Hoje a atenção primária é constituída pelas unidades básicas de saúde e Equipes de Saúde da Família, enquanto o nível intermediário de atenção fica a encargo do SAMU 192 (Serviço de Atendimento Móvel as Urgência), das Unidades de Pronto Atendimento (UPA 24H), e o atendimento de média e alta complexidade é feito nos hospitais. 
          Em Belford Roxo a equipe passa por reciclagem periódica, para atualizar o serviço, melhorando o atendimento e garantindo melhor atendimento para a população.  
          Nessa matéria você vai conhecer um pouco do funcionamento da ambulância UTI, e acompanhar o trabalho do curso.  
          A orientação do prefeito Denis Dauttman e do Secretário de Saúde Dr. Fábio Denardin é sempre melhorar o atendimento oferecendo maior segurança para toda a população de Belford Roxo. .
Redação: Tony Ribeiro